AMOR, MEU AMOR

Data 29/04/2015 15:34:58 | Tópico: Poemas



Paro, respiro e te sinto perto de mim.
Teu cheiro que ficou no ar desde o minuto que saíste.
Ainda sinto o pulsar do meu coração que disparou ao te ver,
O gosto do teu beijo ainda está na minha boca.
E o teu sorriso na minha mente.
Vejo-te como és pra mim, único.
E eu única pra você.
Mesmo sabendo que único é somente o momento.
E neste instante sinto meu pensamento se perder.
Se perder ao lembrar de ti;
Do que vivemos.
Não poderia ser mais feliz do que sou.
Não peço mais amor.
Eu me embriago no teu cheiro, no teu abraço e nos teus beijos.
Eu não saberia expressar a imensidão deste querer.
Eu não saberia mais dizer o quanto gosto de você.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=292163