A estrada de um poeta sonhador…

Data 30/05/2015 00:10:20 | Tópico: Poemas -> Relacionamentos

Sem vacilar…fiz-me à estrada
A caminhada de toda uma vida…
Olho em frente sem desanimar
No meu coração, a paz me acompanhará
Irrequieto vou, entre as feras lançado
A vida lá atrás, nada mais me diz
Sem qualquer impedimento prosseguirei.

Não tenho passaporte, não tenho alvíssaras
Na mão, apenas um cajado, sigo decidido
As recordações de uma vida amargurada
Levo-as na bagagem, continuarei viagem
Sou o escolhido…sei que nada me deterá.

De cara limpa e alma lavada, prossigo
Estrada de um sentido só, o norte me espera
Venho por ti…e pela sede de aventura, irei
Entre conquistas pelas quais me entrego
Há muito que por ti espero, não te desiludirei.

Sei que não estou só, sinto-te em mim a palpitar
Estou sóbrio sim, o meu coração ainda bate
Se a minha alma vazia, tem sede de ti, sacia-me
Vem tranquilamente, nada te deterá
Espera-me além do rio, cheio de coragem
Onde a bonança, nos alcançará.

A viagem ainda não chegou ao fim
Se até aqui cheguei, prosseguirei
Esta estrada lamacenta, dá-me náuseas…
Confiança, compreensão, sinceridade
É tudo aquilo que eu mais de ti, espero
A libertação, dá-me alento e confiança
A existir demanda, não me alcançará
Pois em porto seguro, finalmente atracarei.

Dedico este poema, com todo o carinho e respeito,às pessoas que, pela primeira vez
iniciam aqui, no Luso, a sua caminhada e até nós, corajosamente, vêem.

Quem aqui pela primeira vez vem
venha em paz, em seus cuidados venha
segura venha, tranquilamente
de braços abertos carente
encare o mundo de frente
pois em porto seguro atracará.




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=293677