O abismo que há entre nós

Data 26/07/2015 04:07:56 | Tópico: Poemas

Era eu um construtor de pontes
Pois busquei erguer longo caminho
Sobre o grande abismo que há entre nós.
Com tijolos sobre caminho incerto
Andei a caminhar a passos largos, veloz!
E de quão grande loucura, por certo
Efeito visceral de caminhar em densa neblina,
Acabei por dar passo maior do que aquilo que construíra:
Meu encanto, portanto, foi minha ruína!
Firme e duro, sem qualquer dó, eu caíra
Tão-somente Deus sabe o quanto gritara!
Mas nem cima nem baixo alguém pode me escutar
Porque aqui, neste fosso, é lugar daqueles sem voz:
Óh, maldito abismo que há entre nós!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=296871