Navegar.

Data 31/07/2015 02:28:36 | Tópico: Poemas

carrego no olhar
a magia dos astros,
o silêncio da noite,
a dimensão do querer;
há muitos rios,
velejo
à tua verdade,
em solitude...

há uma
fábula enraizada
a navegar
comigo;
momentos,
de procura,
juras,
dedicação...

o tempo das horas
palpita
entre o dizer
e o confessar;
não sei
a palavra exata,
nas entrelinhas
professo o amor...






Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=297127