Tentado falar de amor

Data 12/10/2015 22:41:06 | Tópico: Textos -> Amor

Preciso de ti!, sim confesso que gosto de ti, és flor de primavera e floresceste em mim, regada pela chuva, crescendo ao sol.
Senti algo diferente chamando minha mente, como se fosse um íman agarrando-me, juntando todos os pedaços em mim, esperei sentado em pé e a dormir, mas não sabia o que estava para vir.
É lindo sentir amor, mesmo não sabendo de onde vem, talvez lei básica da natureza para afastar a pobreza e carência de qualquer coração.
Dois corpos selando união no tempo e no espaço, fazendo compasso com o universo, enquanto a lua observa e conta a toda a galáxia que o amor nos transforma, molda e deforma como plasticina.
Amor a vacina contra o mal que nos ataca, o amor se destaca na escuridão com a sua luz, aquela que nos seduz noutro alguém.

Não sei nada de amor, nem eu nem ninguém, amor é verdade impossível de limite inatingível, amor não tem medida, caminho de curvas ou rectas compridas.





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=300433