Ausência

Data 14/10/2015 12:39:23 | Tópico: Poemas -> Amor

Ausência

Ausência, é como um vazio que se cria em redor
um silêncio que se gera indesejado, ficamos sós.
Uma só, por pouco tempo enfim, devia-se superar
mas a ansiedade exagera, a aflição chega até nós.

Tentamos não olhar o relógio a agitação latente
que culpa se o coração começar a bater mais forte
e a cabeça em vez de raciocinar e achar normal
pequeno percalço, não devia entrar em desnorte.

Andamos de janela em janela tentamos contacto,
rezamos, minutos vão passando, dez mais cinco
desassossegos tolos sempre infundados de facto.

Abre-se a porta, as chaves chocalham, também
um sorriso aberto entra, vem o beijinho costumado.
Um amigo reteve-o já passou, coisas de mãe.





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=300485