NO IMAGINÁVEL O REAL!

Data 28/05/2017 08:27:12 | Tópico: Poemas


Há coisa que não se explica
Não tem explicação
É coisa que só entende
Quem possui um coração!
Quero dos campos o sossego
No murmúrio que as aguas cantam,
Quando entre as pedras sem medo
Correm por entre o arvoredo
Melodiando o riacho.
E neste estado me acho
Querendo da quietude a paz,
Que me envolva…
Que me anime…
No encanto sublime,
Que me dá o teu olhar…
Que me dá o teu sorriso…
Que tudo isto preciso
Para me sentir voar
No colo do teu abrigo,
Quando sozinho contigo
Em carinho, em paixão,
Sem dar conta estou a amar
A paz que os teus olhos dão!

F.Serra



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=324143