O vento

Data 05/07/2017 16:12:44 | Tópico: Poemas -> Amor

o vento que ora
arranha a pele

não é o mesmo
que te assanha
os poros.

na porta da casa
sopra o silêncio
dos peixes,

leva a poesia
o canto das aves
pro fundo do mar.

leva nas redes
do tempo a poesia
das flores de amar.






Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=325512