Fantasma de um passado de paixão

Data 14/10/2017 20:22:21 | Tópico: Poemas -> Paixão

Hoje foi o dia,
De tua lembrança levar minha calmaria,
Por mais uma vez, talvez única vez
Incendiar-me de paixão
Reavivando um desejo inocente
De amar perdidamente

Marcou-me profundamente,
Mesmo que, por pouco tempo,
A ilusão de que serias minha e só minha
Porque toda a beleza que eu procurava
Em uma mulher, Deus pintou em você
Com toques simples, mas perfeitos a meus olhos

Teu corpo nú, o cheiro de teus cabelos
Teus lábios, com gosto de mundo
Mundo que tive muito pouco tempo
Pra explorar e entender
E,no fim, me perdi sem te mapear
Na mais gélida solidão

E, a cada dia que passa,
Mais me arrependo, amargamente me arrependo
De não te ter devorado com toda a minha fúria
Para que o mundo parasse naquele momento
E meu olhar nunca mais desaparecesse do teu
Mesmo neste mundo,de desamor

Eu queria ter certezas, certezas de amor
Mas, no fim, não pude ter, não posso ter,
Porque nem mesmo de mim posso esperar
Eu sou uma incerteza,
E você se tornou uma estrela
Por isso, não a posso conservar

Tornaste a lascivia, a minha
Num raio de Sol quente, escaldante da tarde
Porque me deu vontade,
De me deitar com todas as tuas personalidades
E lamber da cabeça aos pés
A tua pele cor de chocolate

Eu tentarei suprimir e conter
Essa falta que me faz você
E que esse fantasma,
De um passado que nunca volta
Não venha a me perturbar
Não tenho mais cacos de coração pra reajuntar

+18



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=328969