Miro-te acariciando-te

Data 26/03/2018 09:35:04 | Tópico: Poemas -> Paixão


Tens nos olhos os campos de maio
As flores perfumadas de Abril
No corpo primaveril
Nesse regato águas mil
Onde quero matar a sede.

Revejo-te na plumagem do gaio
Nos espaços libertos és o meu cantil,
Onde sôfrego bebo o teu beijo,
E em mil e uma caricias acoleijo
Nossos corpos num ensaio.

Teste a teste, tapete verde almofada
Rubras faces e por fim a alvorada!

Cavaleiro.100.dama



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=334594