Dama Dos Meus Sonhos

Data 11/04/2018 03:56:44 | Tópico: Poemas -> Dedicatória

Você mal me conhece
Mas, não há problema
Eu também não me conheço
Mas, hoje venho aqui me declarar
Espero que eu não te assuste
Eu não sei o que é amar,
Mas, se não for incomodo, me escute
Desculpe, eu não sei cantar
Desculpe, eu não sei tocar
Mas, mesmo que eu não tenha um violão,
Espero, sinceramente,
Que minhas palavras alcancem o seu coração.

Não sei se você gostará
Confesso que tenho medo,
Que você possa odiar
Se você estivesse aqui agora,
Minha voz não me deixaria conversar
O papel agora tenta fugir de mim
Meus dedos dificultam, esperando o sim
Porém, estou dedicando
E, mesmo que eu não seja Assis,
Mesmo que eu não seja um poeta
Tentarei de agradar assim,
Com uma dedicatória sincera
As palavras que mais amo eu usarei,
Os versos prediletos eu escreverei
Os ouça, bela donzela.

Pudera eu ser capaz de resumir,
Mas não conseguirei, me perdoe
Me preocupo se você conseguirá me ouvir
Você já contracenou junto a mim tantos sonhos,
E sempre que acordo, eu percebo
Que você é a razão de eu ser feliz
Infelizmente não sou rico,
Não posso te oferecer um passeio sobre o Nilo
Mas, eu ofereço a você meus textos líricos
Estou desenhando o seu sorriso,
Estou imaginando os seus cílios, o seu brilho
Seus olhos me cativam tanto,
Que me vejo pensativo, inspirado, criativo
Novamente, perdoe, sei que estou divagando
Talvez o que estou passando seja amor
Um sentimento facilmente reconhecível,
Mas, tão pouco compreendido.

Talvez eu deveria escrever uma carta
Poucas palavras já bastavam
Que atrapalhado, acabei ficando envergonhado
Não sei se você gostará do que escrevi aqui
Escrevi tão pouco sobre mim
Mas, eu estou sonhando o mesmo momento
Em que você está aqui comigo,
Assistindo a um filme, abraçados,
Apenas aproveitando o tempo
Enquanto eu sinto o gosto do seu doce beijo.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=334972