Inesquecível

Data 24/04/2018 13:29:15 | Tópico: Poemas -> Amor

















Inesquecível


ah! meu amor, como posso esquecer
as sensações de ternura
invadindo meu corpo
aquela noite?
estávamos lado a lado
nossos olhos conheciam-se
com a sede do amor descoberto
seus olhos estavam tão cheios de brilho
que fiquei a pensar
se eram as estrelas
que neles eu enxergava

os seus passos lentos ao meu encontro
sua figura frágil
seu sorriso meio tímido
e quando paramos frente a frente
olhando seus olhos risonhos
eu sabia conhece-lo...há tanto tempo
em meus mais proibidos sonhos
nossos olhos eletrizavam-se magnéticos
nossas bocas enchiam-se de desejos
foi quando você deu o primeiro passo
e afundamos num abraço
e depois em um interminável beijo
seu cheiro, sua pele em meu rosto
suas mãos que passeavam meu corpo

ah! meu amor, como posso esquecer
aquele arrepio que vinha dos meus pés
a minha cabeça?
meu corpo tornou-se maleável e solícito
em suas mãos frias e experientes
que entravam pela minha roupa
tocando a pele morna, acordando sentidos
tão adormecidos...
nossos beijos intermináveis
com as línguas sugando nossas almas
aquela sensação quente de aconchego
aqueles dois corpos eletrizados
pelo calor do amor...

daquele seu olhar pedinte
do seu apelo quase feminino
espalhando ternura pelo quase respeito
na lentidão de seus gestos...
desfolhou minhas roupas
com desejo e carinho em cada peca
antes daquela volupia incontrolavel
mas antes...ah! antes...
eu pude enxergar o sentimento
brilhando em seus olhos
espalhando estrelas
nesse nosso momento...

e seu sorriso esmaecido depois do amor
seus cabelos no travesseiro
os olhos fechados sonhando acordado
enquanto meus dedos percorriam
suavemente sua face fingindo dormir
aquele momento ficou marcado
para sempre na minha memória
mais tarde acordei
e voce sentado na cadeira do quarto
pude enxergar a luz do seu cigarro
e entre ela seus olhos...
jamais esquecerei a expressão de amor
emoldurada pela fumaca
que adornava seu rosto

ah! meu amor, como posso esquecer
desse momento que ficou gravado
na memória de meu corpo
marcado com suas mãos?

*Mary Fioratti*





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=335308