Calor de amor

Data 23/07/2018 14:56:39 | Tópico: Poemas -> Amor

Traço elementos singelos da janela aberta.
Olhar que navega as frestas,
É pequeno o espaço a piscar.
O calor do amor abastece a vida.
Ventanias nas vaidades do ser
Afável, revirando a verdade encoberta.
Desejos singelos e vontades já espreitam.
Amor que renasce fênix do sol quente.
Vejo as lágrimas e desejos alheios,
Para aquecer a vida,
A saudade nunca esmorece.





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=337848