Aplacando A Sede Interior

Data 01/10/2018 01:30:42 | Tópico: Poemas -> Introspecção




No alto céu, a lua,
a noite cobre o céu de luvia
em manto rubro e negro
nesta entrega tua docura.

Se me invades noites e dias
nestas arestas, um não sei que
revelas tendências diversas
não podes tirar-mes as dores.

No amor secreto que me dedicas
sombras despertas tuas noites
ão ver-me no lime desta chuva.

Vivo e puro amor que me torneias
flores brancas igual dos jasmins
buscas as forças que vês em mim.

30.09.218


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=339525