Poeta é fazedor de palavras viajantes

Data 08/10/2018 21:54:52 | Tópico: Poemas


Poeta não é dono do que escreve,
É fazedor de palavras viajantes,
É nascente d’águas límpidas,
Que têm o mundo como estuário

Na sua mente iluminada pelo bem,
Jorram ideias e sabedorias,
Tecidas em palavras viajantes
Qu'ele amarra com teias da sua alma

E sem pressa, apronta-as pra o mundo,
Em uma viajem sem despedida
Às suas calejadas mãos de tinta

Poeta não é dono do que escreve,
É fazedor de palavras viajantes,
Que levam seu mundo a outros mundos

Adelino Gomes-nhaca



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=339695