Ando...

Data 10/10/2018 08:43:52 | Tópico: Poemas

.



Ando sempre a procurar
O amor que me redima
Deste meu triste penar
Que me fere e me lastima.

Ando a procura do sonho
Que anela o meu coração,
Nas florestas que componho
Com fragrâncias de ilusão.

Ando de ti à procura,
Que és a flor do meu anelo,
Que andas desvendando a bruma,
A luz negra do meu duelo.

Ando inquieto e lastimado
Pelas varandas da vida
Procurando o ser amado
E a minh’alma renascida!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=339723