Se Deus quisesse...,

Data 07/04/2019 00:54:05 | Tópico: Poemas -> Solidão


Uma nau flutuante singrando...
Longe de um porto, um cais.
Marulhar de espumas... mais,
alvas que as nuvens, um bando...

de gaivotas adejando sobre as águas.
Um infinito azul, um mar de solidão;
Tal qual a nau solitária cheia de mágoas.
Uma realidade sua especialização!

Naufrago -, seu mundo uma ilha
perdida com monstros e feras
de uma vida que nada mais espera.
Navegando sozinho milhas e milhas...

Ondas gigantescas são arremessadas contra a nau um (mar)...
de tempestade, chuvas torrenciais a banhar
... sua face lânguida munida de tristeza...
Tão profunda como o abismo dos mares, e sua grandeza.

Frente a horrores de um mundo tirano, para afugentar...
seus medos segregados n'alma
chorando profusamente para acalmar.
Pois seus sonhos sempre eram cortados trazendo traumas.

Uma vaga humana em seus
Conflitos pensares afogando-se
nas águas de um oceano de tudo que sofreu
Mas entre seus anseios tem talvez? - Se Deus quisesse...,

Mary Jun
2/4/2019


















Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343081