As Voltas da Vida

Data 05/04/2008 15:39:05 | Tópico: Poemas -> Amor

Sete anos,
Sete vidas,
Sete agonias
E de quanto te rias
No espelho reflectias
O ser que já não és
A mocidade que já não tens
O ser que almejavas perfeito
Mas desfeito de qualquer jeito

Sete anos
Me ignoraste
O mais que conseguiste
Foi um enorme desdém
Um ser que ficou aquém
Incapaz de amar alguém
Choras as vidas perdidas
As que te eram queridas

Andorinha andarilha
Nunca foste de arribar
O verbo amar ignoraste
Raízes nunca criaste
Querendo um dia voltar
Me pediste para te amar
Fizeste-me acreditar
Na oportunidade a dar

Santa arrogância!
De sete vidas passadas
que me amavas julgavas
Em tremenda ignorância
Foi-se toda a esperança
Vir a ser um dia o lar
Alguém a quem abraçar
Se eu voltasse a amar.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=34314