Regresso

Data 10/04/2019 16:52:13 | Tópico: Poemas -> Amor


Regresso

Regresso ao teu
ventre mostrando meus dentes, com um
sorriso largo por rever alguns amigos.
E já não era sem tempo,
pois por tanto tempo ficamos
divididos.
O desconhecido teria
de conhecer e
mesmo sem saber, retornar
ao morrer.
Sem pressa percorro lento o macio
das vertentes do teu ventre.
Algo me mostrará o caminho,
un grans finale me espera,
ou será o seu inicio, porem
não importa,
pois é bom voltar.

Será que verei mais um amanhecer
Serei a vala suspensa que flameja
ou apenas sentirei teu hálito doce
é tudo que eu sei que você deseja.

Todas as ondulações dos teus desejos
transformam as minhas palavras
e desaparecem meus medos.

E no mais profundo do amor
encontrar
um jardim de flores se abrindo
e sentir como é bom regressar
ao lar.

Alexandre Montalvan



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343154