Retrato

Data 23/08/2019 11:54:35 | Tópico: Poemas


Brotam em mim
o verde das palmeiras
e o vermelho
das rosas.

Almas
amadurecem
na mistura
de tudo
que sou.

Mãos
iluminadas
esplham sementes
no deserto?

Tudo sobra
e se desdobra
nos corpos
que escolho
amar.

Sou a porta
que se fecha
e se abre
quando
o sonho
acaba.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345291