Essência da Manhã

Data 11/10/2019 02:13:48 | Tópico: Poemas -> Amor


Essência da Manhã

Da essência primitiva
se espera que emane as feras,
porem na posse contemplativa
a aura branca cativa
se expande em sua esfera,
é na mais pura correnteza
de falsas águas
mas de enovelada surpresa
que da nome às incertezas
de intatiáveis águas.

Mesmo que tudo te pareça magoas
o brilho é tanto e tão ofuscante
que nos prende por fazer sentir,
amar e por fazer sorrir
até por aquilo que se espera vir
e na verdade brilha feito diamante
um brilho tocante
de mil fragmentos indefinidos.

A transcendência do desconhecido,
o fulgor do teu rosto imberbe
transparecem em uma mistura,
como as águas falsas que fervem
ou as improváveis magoas
seus textos e suas rasuras
mas tudo são só palavras.

A primitiva essência é tamanha
que legitima diluir-se no abstrato,
no frescor das folhas de hortelã
ou na concretude de um inverossímil retrato
espelhado nas falsas águas
de uma ensolarada
manha.

Alexandre Montalvan



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=346096