Pra já

Data 18/10/2019 14:39:23 | Tópico: Sonetos

Pra já

Não queiras retardar a nossa sorte
Que um norte nós temos que tomar
Pois ninguém sabe quando a morte
Impedirá a nossa vontade de mudar

Não deixes pra manhã, vamos agora
Que o fim tão de repente vai chegar
Devemos aproveitar tudo essa hora
O amanhã não podemos vislumbrar

Pois quem sabe sempre faz sua hora
Não espera acontecer e nem demora
Porque um isso tudo pode se acabar

Escuta quem te pede e te implora
Fica tranquila que será a tua melhora
Eu penso que a felicidade vai chegar.

jmd/Maringá, 18.10.19





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=346246