GARIMPAGEM

Data 20/10/2019 21:40:34 | Tópico: Poemas -> Tristeza

GARIMPAGEM
(Jairo Nunes Bezerra)

Lapidando variadas pedras brutas,
Delas cobro brilhos florescentes ...
Crescentes e inúmeras são as minhas lutas,
Sempre ativadas em frente!

Pelejas iniciais contínuam sem sucessos,
Delas, ansiosos, espero um milagre...
Há pouco vislumbrados apenas reflexos.
Produto de visíveis miragens!

Das minhas mãos se destacam calosidade,
Do sofrimento com ausência de saudade,
Consequência do apego ao amplo espaço!

Sem resultados positivos nada me importa,
Da minha vivência fechou-se a porta,
E mantenho-me vítima de fracassos!







Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=346295