Luxúria

Data 08/04/2020 00:40:25 | Tópico: Poemas -> Amor


Luxuria

O fogo de meus desejos
Me afunda em fosso de dejetos
Tudo por amar teus beijos
De este querer completo
Cheio de paixão

Tento esgotar tais sentimentos
Perceber na carne o que é etéreo
No entanto a cada passo ou momento
É a você que eu me exponho
Meu eterno mistério

Qual é a concretude do nada
Que transforma aquilo que é tudo,
Cego eu persigo a madrugada
Com seus dissabores e pecados,
Na inquietude do teu coração de veludo

Porque o real traz tanta sede
Só ilusão se encontra no caminho
Os olhos procuram e nada conseguem ver
Não se deve ouvir o mundo
E somente assim não ser poderá vir a ser

Alexandre Montalvan



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=349163