Poema de Abandono

Data 17/04/2008 02:15:52 | Tópico: Poemas -> Introspecção

Nua,
Despida de palavras,
Abandono-me ao vazio criativo.

Nem o escuro da noite,
ou o apelo lunar,
Me farão regressar.

Nua,
Despida de palavras,
Sem mais nada para dar,
Volto os olhos,
e a alma,
Para o espaço do sonhar.

Abandono,
Sem mais nada para dar.





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=35207