UNS PELOS OUTROS

Data 14/09/2021 16:01:07 | Tópico: Sonetos

UNS PELOS OUTROS

À altura do piquete dezessete,
-- Depois de muitas horas mato adentro --
Lonas e uma bandeira bem no centro,
Que algum lugar no mundo nos promete:

A tuia e a tenda (quase um palacete...!)
Junto à cerca das roças. Adedentro,
Tem alface, taioba, couve, coentro...
E as flores d'um ipê como tapete!

Em roda da lavoura andava o povo,
Quando ao poente com eles eu, de novo,
Assentados em terras tão agrestes.

Tão-somente a união que faz a força,
Contra tudo o que a lei se nos distorça...
Posseiros sob as órbitas celestes!

Pará de Minas - 02 06 2021


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=358905