O regresso a inevitável casa

Data 28/06/2022 18:05:29 | Tópico: Poemas -> Introspecção

Passos lentos e inseguros
Trôpegos
Olhar voltado para o chão
Sem saber ao certo onde estás a pisar
Envolto no medo
Que acelera o coração
Sem saber o que lhe espera
Quando virar a próxima esquina
E vislumbrar
O lugar de onde um dia partiu
Sem saber que não poderia esquecer
E agora sente o arrependimento
Quando volta
Para o lugar do aconchego
O regresso a inevitável casa
Que abandonou quando criança
Para andar pelo mundo
Sem saber que sofreria todos os dias
Com a saudade de seus velhos pais
Que ficaram olhando no portão.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense
www.odairpoetacacerense.blogspot.com



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=363416