Lambari

Data 02/08/2022 03:17:34 | Tópico: Poemas

Por que eu não nasci no fim do mundo? Tenho certeza!
Nasci pra debulhar o milho, e pra mentir! Que peguei um peixe maior do que um lambari.

Nasci pra ser ignorante das inteligências do povo da modernidade ao ponto de perder o dente da frente e sorrir.

E antes de dormir... ouvir o rádio, e me recolher cedo junto das aves...
Sei, nasci no canto errado onde trancamos portas e perdemos chaves.

E aqui estou em meio ao consumismo desenfreado, no pátio dos alienados, palco de gente que torce pra tudo... para partido, para time e pra vida dos outros dar errado.

Bebo sim, mas nunca mais pude me embriagar o suficiente pra esquecer os inúmeros iguais, vazios, e estúpidos super romantizadores das coisas mais vulgares.

Estou com o corpo cansado a alma pesa de andar vagando em meio aos pequenos instintos mais que repitilianos e medonhos inominaveis

Aqui não sou capaz de ser por inteiro, de deixar tudo e ir pro mato nem de me deixar ser feliz, casar, ou ser tão normal a ponto de passar alguém pra trás pra me dar bem, como essa gente faz de fingindo e rezando dizendo amém

Religião, política, ideologias ,baixaria, falsa cultura, opiniões burras de repetir sem pensar, são as sementes mais comuns no meio onde nasci e de onde tiraram de mim o ir e vir da mente.

Nasci e morri, sufoquei com tudo que tentaram me enfiar goela abaixo, eu só tinha direito a uma tentativa de viver mas agora eu vago






Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=363746