PARA TI PAI

Data 14/07/2008 13:01:02 | Tópico: Poemas -> Dedicatória

Pai
Hoje escrevo para ti
Sentado na minha cadeira da inspiração viajei no tempo
E foi tão bom recordar
Recordar aqueles bons momentos que passamos juntos
Sabes pai
Recordei aquelas tardes quentes de verão em que eu chegava da escola
E alegre e ansiosamente esperava que tu chegasses
Do árduo trabalho do campo
E mesmo cansado
Ainda ias para aquela que era a tua horta
O nosso pedacinho de terra de onde tu sabiamente retiravas
Quase todo o nosso alimento
E eu acompanhava-te
E nessa viagem recordei também as muitas vezes que eu
Traquina e irrequieto me portava mal
E tu irritado comigo me açoitavas
Por muito tempo me senti revoltado
Mas mais tarde ainda jovem compreendi que não o fazias por mal
E sempre gostaste de mim assim como eu sempre gostei de ti
E nunca te condenei por isso
E terminei a minha viajem a recordar aquelas
Tuas ternurentas palavras que me dirigiste quando já a tua saúde estava debilitada
“Gostava de te ver meu filho feliz e com a vida organizada”
São palavras que jamais esquecerei
Hoje posso dizer-te, sou feliz e tenho uma vida
Mas cá no fundo, bem no fundo do meu peito
Sinto-me triste e infeliz
Infeliz por não poder dar-te o bem mais precioso “ a saúde”
Infeliz por não ter possibilidade de te dar um bem estar digno
Que eu entendia ser junto da tua companheira e minha mãe
Na tua própria casa
E assim tiveste que partir para um lar de idosos
Deixando para traz 50 anos de momentos tristes, momentos felizes
Dias de luta e de angustia
Mas sempre com dignidade e um sorriso no rosto
Mas tenho ainda para te dar muito amor
E dizer em voz bem alta para que o mundo inteiro possa ouvir
“ obrigado pai por eu ser o homem que sou hoje”



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=44140