Recado revolto direto

Data 27/08/2008 19:34:57 | Tópico: Poemas -> Surrealistas

Pra mim você é uma imitação
barata de carne humana
que vive de beiçana
Tenho até dó dessa sua inflamação.
Você ê uma coisa sem sentido.Sabia?
Sem começo nem fim,
Sem verbo,só carne.
Carne seca por sinal.
Tão seca que pode ser o seu final.
Que seque sua língua de serpente.
Você não pode ser gente!
Você não é gente!
Você é uma serpente arrogante
D’uma língua tão venenosa
Que dá até medo que se envenene
Com suas próprias palavras.
Não seria má idéia!
Só que pra mim você não é perigosa
Porque eu sou seu veneno!
Vivo nessa sua língua fedorenta,não é?
Em tudo que fala cita meu nome!
Isso! Vai! Se consome!
Me ama tanto que não consegue me esquecer nunca.
Eu já virei seu vício,
Eu seu TÉDIO.
Seu motivo pra viver,
Seu assunto do dia,
De todos os dias.
Vive nas páginas de relacionamentos
Cuidando de tudo e de todos.
Inclusive da minha.
Porque ninguém pode ser melhor que você!
Deus o livre se for!
É um ser que não se cansa nunca.
E quando se cansa
Diz:Todos tem inveja de mim
Inveja de quê?
Da sua vidinha.
Se olhe no espelho e pergunte
Quem quer ser eu?
Pode ter certeza que nem o espelho
vai te coragem de responder
As pessoas da sua volta vivem dando chacoalhadas
Pra ver se você se toca.
Mas é tão ignorante que não entende significado nenhum
A vida não tem significado pra você
Porque a vida pra você é
Comer,encher a cara,dizer que trabalha
E infernizar a vida dos outros
Você só atrapalha
É uma palhaça de palha
Só serve pra incomodar
E julgar a vida alheia
É uma COITADA
Estuda,estúpida e estuda!
E quanto mais estuda,mais estúpida fica
Se diz ser tão criativa
Que leva dias pra criar um texto
Que acredita estar perfeito.
É uma vergonha pra língua portuguesa.
Seu diálogo lingüístico é cheio de erros
Sem acertos.
Vergonha seria um simples apelidinho.
É deplorável sua linguagem absurda.
Há! E aí de quem chamar sua atenção!
Lá vem com a velha frase
É falta de educação corrigir os erros dos outros.
Educação!
Educação é uma palavra que não está em seu vocabulário.
Você e sua arrogância não constroem nada
Só esta se auto destruindo
Se acha a pessoa mais perfeita do mundo
Você
Perfeição da merda
Você não nasceu ,Foi cagada
A maior cagada feita no mundo
É você!
Vive cagando e andando.
É por uma experiência não quero passar nunca
Andar cagado não deve nada bom.
Ainda mais andar fedendo
Baforando palavras injuriosas.
Que venham os puxadores de saco
Defender a merda que você é.
E quando algum puto precisar de qualquer coisa
Que vá pedir na sua privada
Mal cheirosa d’um cérebro
que é um reduto de neurônios confusos
Nem psiquiatra pode concertar essa cabeça cheia de merda
Cheia de fantasia
Hei!Eu não sou o seu lixo
Pra andar na sua boca de crocodilo.
Me esquece!
E faça o favor de não esquecer que não faço parte
De suas fantasias malucas
Por que pra mim você fede.
Outra coisa FDP!
Meu texto é original
Baseado em sua fantasia
De vida mediúcre
Feito especialmente
Para um ser marginal
das páginas de relacionamentos.
Você é uma cópia mal feita.
Até seu destino é uma cópia perfeita
Que não sabe criar nada,
Só sabe copiar
Copia tudo.
Copia aqui e ali
E até da vida dos outros originais
Quer ser a cópia mais exata possível
E quando não consegue copiar,vive dos restos
Dos outros.
O que comi você junta até as migalhas do chão
E até aquele ultimo restinho que você tentou recuperar
Excluí pessoalmente com mais prazer e satisfação.
Você é uma cópia que não serve de exemplo pra ninguém
Deplorável,insignificante pra mim e pra todos
Que conheço.
Alias nem pra todos
Talvez você signifique alguma coisa!Pra sua cópia
Então vai criar alguma coisa VOCÊ.

Vjarski
Olha pessoal! tem coisas que são insuportaveis de se aceitar,coisas de que não pode ser chamada de gente,animal,ou qualquer bicho que seja.
Uma coisa que não merece consideração nenhuma
essa coisa que vive nas páginas de relacionamentos
importunando a vida dos outros
que mereceu até um texto.





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=50005