Fate

Data 30/08/2008 23:37:02 | Tópico: Poemas

Eu abraço a vida
Quando te abraço,
Eu sou a vida
Sem espaço
Nem tempo…
Sou livre
Sem saber
Onde estive,
Nunca vi
Nunca senti
Até ficar
Ao pé de ti…
Na tua alma
Me perco,
Perco a calma
O controlo
Do destino
Que nos juntou
Que não nos perguntou
Onde estivemos,
Simplesmente
Pertencemos um ao outro…



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=50479