...tenho saudades de mim (II)

Data 24/05/2009 19:22:38 | Tópico: Poemas -> Saudade

Uma saudade entre as mãos
sujas de um sonho
que quis ser claridade
e não passou de sonhos vãos…

O ontem e o hoje que se viveu
cheio de fé, luz e de cor,
cadência de estrela que morreu
e perdeu a luz… e não tem calor…

Sombra alongada e perdida
de árvore que em tempo deu flor,
mas vive ressequida e despida
de ramos e pomos frutos e odor…

Quando mais ardente se olha e vê
e se sente o atraso já passado,
muda o rumo daquilo que se crê
e crê que nada fez… e é culpado…

E toda a culpa pede contrição
de lágrima vertida em pedras frias…
eu queria ser diferente e ter perdão
mas sinto-me a viver de mãos vazias…

Queria parar o tempo… o sonho… e idade…
prende-los num exílio de alegria!
Abrir os braços e gritar SAUDADE!
não leves, não me roubes este dia…

Esta é a idade
da vida…
a saudade
da minha vida…

... e continuo a ter saudades de mim...

Imagem sapo



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=84154