Temporal

Data 07/06/2009 16:54:21 | Tópico: Poemas

É noite, chove lá fora

Entre relâmpagos me vejo

Nos soluços que trovejo

Nas águas que derramo

Nos raios que inflamo

Nas solidões que vomito

Nos ecos do meu grito

Nas dores do meu pranto

Nos desafinos do meu canto

Nem a última esperança no varal

Nem a mais singela flor do meu jardim

Poderão resistir ao temporal

que ora explode em mim!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=86015