Tragédia

Data 27/07/2009 22:27:30 | Tópico: Poemas -> Sociais

Tragédia


Canto a lúgubre toca onde se esconde,

a esmola negada na rua onde sempre viveu,

o aspecto andrajoso e sujo de cidadão ignorado,

a tragédia da vida puxada a ferros

por mãos conspurcadas.

Canto as palavras que lhe negam na cara,

o desdém de animal ferido

de animal magoado.

Canto a incúria de uma sociedade

que abandona os seus filhos,

à miséria sangrenta das cidades

onde choram suas mágoas,

e maldizem a luz que os viu nascer.


Neno 488


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=92276