A FALSA AMIZADE

Data 04/08/2009 11:17:39 | Tópico: Poemas -> Desilusão

Quando escrevo uma carta a alguém de quem gosto
Se não recebo resposta, para mim é um desgosto
Tenho para mim que estou enganado na amizade
Não fico zangado, aceito a decisão tenho essa humildade.

Nunca escrevo uma carta a alguém de quem não gosto
Pois mesmo sem escrever recebo letras dos impostos.
Esses nunca me esquecem têm por mim muito amor
E quando abro os envelopes transpiro, tal é o calor.

Eu, sou simplesmente eu, alguém com dignidade
Por isso não aprecio essa falta de honestidade
Se não me respondem, não há amizade, mas desprezo.
Mas aceito sem rancor, fico com a dor, é esse o meu preço.

Palmadinhas nas costas todos nós já as recebemos.
Porque conseguimos algo pelo qual nos batemos.
Perdemos, não há palmadinhas, há um simples bom dia
Porque é no cinismo que essa amizade os guia.

Ah... Mas se sentem que nós nos desviamos um pouco
Logo vêm perguntar; então essa amizade? Fico louco
De sentir que o cinismo chegou mesmo sem pezinhos de lã.
Que querem que eu responda? Essa amizade? Veremos amanhã!

A. da fonseca









Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=93275