Luis R. Santos (Aquazulis) : Santa dos Martírios
em 03/07/2016 03:01:24 (416 leituras)
Luis R. Santos (Aquazulis)

Deambulava nos claustros do convento,
De cabeça vencida e olhar ausente,
Sob a túnica negra um corpo doente
Fremia, minado pelo sofrimento.

Pernas de chumbo, os pés de cimento
Acorrentados à cruz inclemente...
Funesta, chorava a alma penitente
E o coração gemia, triste e cinzento.

Ajoelhou, contemplou a Santa Maria,
Que a olhava meiga e em silêncio dizia:
"Fé e coragem cinzelam o destino!".

Prostrada, tão pálida à luz dos círios,
Ela lembrava a santa dos martírios
Suplicando luz e perdão divino.

(Luís R Santos 13/11/10)


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 03/07/2016 03:02  Atualizado: 03/07/2016 03:02
Administradora
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2085
 Re: Santa dos Martírios
É mais doloroso quando sofremos em silêncio? (pergunta Luis)

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 03/07/2016 12:02  Atualizado: 03/07/2016 12:02
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 11442
 Re: Santa dos Martírios
Mais um para deleite da posteridade.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 19/08/2016 08:17  Atualizado: 19/08/2016 08:20
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade: Cacém
Mensagens: 956
 Re: Santa dos Martírios
As saudades camarada...
Manda-nos um lá donde estás!

Eu que da transcendêcia acredito que transcendemos para o chão...

Mas tenho a paz de saber que fomos camaradas de armas. Que lemo-nos um ao outro com admiração, respeito...
Acabei de te descobrir nos clásssicos. Sem dúvida que o és e posso matar as minhas saudades, mesmo que elas não morram!
Posso voltar a por-te nos favoritos, ou não?


Abraço

Links patrocinados

Visite também...