https://www.poetris.com/



« 1 2 3 (4) 5 »


Re: Nascimento das palavras... HIPOCRISIA
sem nome
HIPOCRISIA

(falsa devoção, fingimento – declamação, mímica)

Atores de teatro são (etimologicamente) hipócritas, porque fingem ser personagens que não são. Hipocrisia quer dizer fingimento. Em latim clássico era ‘hypocrisis’ , com dois sentidos: o sentido original, teatral, de “declamação”, “mímica” - e o sentido derivado (hoje principal) de “fingimento” , “falsidade”, etc. O Latim por sua vez, era herdado do grego ‘hupokrisis ‘ do verbo ‘ hupokrinesthai’ , “fingir”, de ‘hypo’ = “sub”, mais ‘krinesthai’, = “explicar”, “argumentar”.

Criado em: 12/3/2013 19:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... ESTELIONATO
sem nome

ESTELIONATO


‘stellionatu’ do latim vulgar.


O camaleão é um pequeno lagarto coberto de manchas como pequenas estrelas. Seu nome em latim , era ‘ stellio’ ( de ‘stella ‘ , estrela). Foi na antiguidade considerado o simbolo da fraude e da dissimulação, por sua capacidade de disfarce, a mudar de cor para passar despercebido, confundindo-se com o ambiente. Daí ESTELIONATO , nome dado ao crime da velhacaria e da fraude.


A palavra latina “stella” , é parente da palavra grega ‘aster’ e seu derivado ‘astron’ , que deram em português as palavras “astro”, “asteroide”, “astronomia”, “desastre”, etc.

Criado em: 14/3/2013 11:37
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... COMPANHEIRO
sem nome
COMPANHEIRO
(o pão nosso de cada dia)


Que melhor companheiro que aquele que divide conosco o pão disponível? A palavra “companheiro”, que nos veio do latim vulgar ‘ companio’ , nasceu exatamente assim, vinda do Latim clássico ‘ cum’ = com, e ‘ panis’ = pão.

As primeiras “ companhias” eram associações de mercadores europeus da Idade Média, que se reuniam por medida de segurança para enfrentar os riscos da viagens comerciais, muito perigosas naqueles tempos de salteadores de estrada, bandoleiros de caminhos, assaltantes de caravanas, piratas e corsários.

Nessas jornadas os “compani’ dividiam agasalho, ocasiosnais tetos de abrigo, e, como se vê, o suado pão deles de cada dia.


Criado em: 15/3/2013 16:42
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... GUERRA
sem nome
GUERRA

Muitas palavras relacionadas à violência e à belicosidade, a encrencas e a confusões, vieram ao mundo ocidental através dos povos germânicos (chamados de “bárbaros” pelos romanos) que invadiram o Império Romano e deixaram marcas permanentes em toda Europa. A palavra ‘werra’ , ( raiz ‘wers’) na primitiva linguagem germânica ocidental ( da Francônia), por exemplo, queria dizer “discórdia” e originou ‘ guerre’ em francês , “guerra” em português – e ‘ war’ em inglês.


A palavra BRIGA , no latim vulgar ‘ brica’, também provém da palavra gótica ‘brikan’ , “quebrar” , no inglês “ to break” = quebrar. A raiz indo –européia comum aqui ao gótico e ao latim parece ser “ bbreg’ , que deu no latim ‘frangere’ (‘ fractum’), também “quebrar”.

Criado em: 18/3/2013 11:46
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... CANDIDATO
sem nome

CANDIDATO
(imaculado)


Quem quer que se pretendesse eleger a algum cargo público, na Roma Imperial, buscava fazer uma campanha com ênfase em mostrar-se moralmente limpo, honesto, merecedor da confiança dos eleitores.


‘Candidus’ , em latim, quer dizer “ branco imaculado”, e ‘candidatus’ era o postulante a cargo público que se apresentava em público assim vestido de impecável branco. O adjetivo “candidus’ , “branco”, nasce do verbo ‘candere’, “brilhar”, “ ser branco(brilhante como o ferro em brasa)”. ‘ Incendere’ “ atear fogo” – raiz indo-européia ‘ kand’, “brilhar”.

Criado em: 19/3/2013 14:50
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras...xadrez
Da casa!
Membro desde:
13/12/2012 18:01
De nesta seara
Mensagens: 469
aqui talvez não seja tanto o nascimento da palavra:

"xadrez (do árabe xatranj)

O jogo do xadrez tem a sua origem na Índia e surgiu na tradição da estratégia guerreira dos kshatryia, a casta dos guerreiros que inspirou a grande obra épica Bhagavad-Gita. O jogo simboliza a luta entre os gigantes Asura e os deuses Deva ou entre o rei Wu-yi e o céu, numa temática constante de luta pelo domínio total. Esse jogo de estratégia desenrola-se sobre um tabuleiro que simboliza o mundo com a luz e a sombra, ou o Yang e o Yin, simbolizados pelos quadrados pretos e brancos. O tabuleiro, com as suas 64 casas, é uma espécie de mandala, ou seja, um cosmos simbólico onde as forças se chocam ou se equilibram, simbolizando também a existência humana e as diferentes características da alma e a luta interna que estas provocam.
A inteligência e o rigor são as características mais importantes para se jogar o xadrez, o jogo que tanto representa a vida externa como a consciência interior humana. Grande parte das línguas célticas traduziram o jogo de xadrez por uma palavra que significa a inteligência da madeira. Segundo a mitologia celta, este era um jogo de reis e deuses em que o Mundo era disputado por homens de grande poder e em que as rainhas eram levadas pelos deuses como troféus de guerra.
A estratégia utilizada pelos heróis mitológicos é a mesma que qualquer ser humano deve utilizar para gerir o seu interior, os seus desejos, paixões, amores e ódios. Tanto o combate interior como a luta da vida, ou ainda a disputa entre os deuses, pressupõe um grande controlo interior e exterior nos vários níveis dos seres e da vida. Por outro lado, para além do domínio e da luta, o jogo do xadrez também ensina que por vezes é preciso saber perder para se aprender a ganhar. A alternância do branco e do negro, do dia e da noite, do bem e do mal, da vitória e da derrota são um grande ensinamento sobre a realidade da vida em constante mutação em que aquela se desenrola com altos e baixos, num movimento cíclico constante. Cumulativamente, o facto de que, no jogo, qualquer movimento de uma peça afeta todas as outras alerta simbolicamente para as ações na vida e as respetivas reações em cadeia sobre tudo o que está à sua volta."

in xadrez (simbologia). In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-03-19].
Disponível na www: <URL: http://www.infopedia.pt/$xadrez-(simbologia)>.

Criado em: 19/3/2013 15:33
_________________
A gadanha, gadanho ou alfanje é uma ferramenta utilizada na agricultura para ceifar cereais ou para o corte de erva. A lâmina tem aproximadamente 70 cm, com formato curvilíneo e fica perpendicular ao cabo principal, no outro extremo deste.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras...xadrez
sem nome
Muito bom, e para complementar:


Parece que a palavra XADREZ nasceu da variante - ‘ axadrez’- ‘ ajedrez’ (do espanhol) originadas do sânscrito ‘ chaturanga’, no século XVI. As palavras , ‘ xatranj’ árabe e ‘chatrang’ persa antigo , também se originaram deste termo sânscrito, ‘ chaturanga’.


Criado em: 19/3/2013 15:59
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras...xadrez
Da casa!
Membro desde:
13/12/2012 18:01
De nesta seara
Mensagens: 469
mais um complemento:

chaturanga é uma das variantes do jogo. de facto, é anterior ao xadrez atual. outras variantes existentes:

shantraj (a tal origem árabe da palavra)
xadrez bizantino
xadrês capablanca (a variante mais contemporânea iniciada pelo antigo campeão)
grande acedrex
jogo de gala

a história e desenvolvimento do jogo e das suas variantes é apaixonante e daria pano para mangas. sinceramente vale a pena para quem se der ao trabalho.

Criado em: 19/3/2013 16:33
_________________
A gadanha, gadanho ou alfanje é uma ferramenta utilizada na agricultura para ceifar cereais ou para o corte de erva. A lâmina tem aproximadamente 70 cm, com formato curvilíneo e fica perpendicular ao cabo principal, no outro extremo deste.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... UNIVERSO
sem nome
UNIVERSO


A palavra ‘ universus’, em Latim Clássico ,significava “ o todo inteiro” ,ou “ tudo considerado em conjunto”. Palavra composta por ‘unus’, “um”, mais ‘ versus’ , “volta”, particípio do verbo ‘ vertere’ , “girar”, “voltar”. Dentro da palavra, etimologicamente, está o significado que é quase teológico: o Universo é o todo – que volta ao UM.


Criado em: 21/3/2013 15:04
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... PERFUME
sem nome


PERFUME

Perfume é palavra nascida no latim bárbaro do fim do Império Romano, ‘perfumus’ , formada do elemento latino ‘per’ = por, através de, e de “ fumus’ = fumaça.

Perfume é então, em etimologia, “ aquilo que chega através da fumaça’ : o cheiro. Todos os odores, desde que liberados pelo fogo, os da madeira queimada, carne assada, os incensos, etc., eram “perfume”. Depois o italiano, ‘profumo’, de onde vem a palavra portuguesa, já fez evoluir o sentido da palavra, que passou a prescindir da fumaça. Qualquer “aroma” , “ bom cheiro”, etc. , virou PERFUME.

Criado em: 24/3/2013 13:01
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados