https://www.poetris.com/



« 1 2 (3) 4 5 »


Re: Nascimento das palavras... RESPEITO
sem nome
RESPEITO


Quem vai ao teatro e vê uma peça é “espectador “ – do latim ‘spectatore’= assistente. Quem vê pela TV é “telespectador” ,mescla de ‘tele’ (grego = longe) com ‘ spectatore’. O elemento comum é “assistir”, “ver”, “olhar’ - do latim ‘spectare’.

Pois quem olha bem, procura ver e enxergar todos os aspectos, dentro e fora, RESPEITA , - prefixo ‘re + spectare’ - que na formação semântica tem o sentido de “ olhar com muita atenção”.



Criado em: 5/3/2013 12:00
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... À Lagardère
Da casa!
Membro desde:
13/12/2012 18:01
De nesta seara
Mensagens: 469
e esta, hein????

Lagardère é um herói dos folhetins de capa e espada, criado por Paul Féval (1816-1887).
Este espadachim ficou na nossa língua. A expressão “à Lagardère” é utilizada quando alguém faz algo com atrevimento, ousadia ou coragem (talvez sem medir bem as consequências para si próprio).

tirado de O Significado das Coisas (http://osignificadodascoisas.blogspot.pt/)

Criado em: 5/3/2013 14:35
_________________
A gadanha, gadanho ou alfanje é uma ferramenta utilizada na agricultura para ceifar cereais ou para o corte de erva. A lâmina tem aproximadamente 70 cm, com formato curvilíneo e fica perpendicular ao cabo principal, no outro extremo deste.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... Laissez-faire
sem nome

Muito legal , não conhecia esta expressão. Vamos continuar a “la francesa” com a expressão :


LAISSEZ - FAIRE


Laissez-faire é parte da expressão em língua francesa "laissez faire, laissez aller, laissez passer", que significa literalmente "deixai fazer, deixai ir, deixar passar". Esta frase é legendariamente atribuída ao comerciante Legendre, que a teria pronunciado numa reunião com Colbert*, no final do século XVII (Que faut-il faire pour vous aider? perguntou Colbert. Nous laisser faire, teria respondido Legendre). Mas não resta dúvida que o primeiro autor a usar a frase laissez-faire, numa associação clara com sua doutrina, foi o Marquês de Argenson por volta de 1751. A expressão refere-se a uma filosofia econômica que surgiu no século XVIII, que defendia a existência de mercado livre nas trocas comerciais internacionais, ao contrário do forte protecionismo baseado em elevadas tarifas alfandegárias.
O laissez faire tornou-se o chavão do liberalismo na versão mais pura de capitalismo de que o mercado deve funcionar livremente, sem interferências.

Criado em: 5/3/2013 14:55
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... DELIRAR
sem nome
DELIRAR

A origem da palavra, imaginem:
um lavrador vai preparar as sementeiras. No campo com o arado faz um comprido sulco, largo e raso. Assim em alamedas paralelas vai repetindo este processo para facilitar a semeadura. Mas a CALMA (= calor do dia) do sol da tarde age-lhe no espírito, e ele devaneia – sem parar o trabalho. O arado corta a terra já sem rumo fixo, em linhas tortas. Este lavrador esta “delirando”. DELIRAR quer dizer, literalmente, “ sair do sulco”. Do verbo latino ‘delirar’ DE = fora de + LIRA = sulco feito pelo arado.


“Sair do caminho” traçado pode ser também uma ABERRAÇÃO, vem do ‘ aberratio’ em latim “afastamento” , o ato de ‘aberrare’ desviar do caminho... já ‘errare’ é “andar ao léu” em latim.


DELIRAR – sair do sulco
ABERRAÇÃO – sair do caminho

Criado em: 7/3/2013 11:00
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... bilião
Da casa!
Membro desde:
13/12/2012 18:01
De nesta seara
Mensagens: 469
"O termo deriva do francês e traduz-se em 1.000.000.000.000 Ou seja um milhão de milhão. Contudo, o vocábulo aparece correspondendo a apenas um milhar de milhão. Esta confusão resulta de se ir buscar a expressão a fontes erróneas, nomeadamente anglo-saxónicas. Desconhece-se por que razão os anglo-saxónicos «perderam três zeros» dos seus biliões, mas com efeito a sua versão é que está errada, pois o termo é francês. Os francófonos usam para milhar de milhão a expressão «milliard», também utilizada em alemão. Infelizmente, nem os lusófonos nem os anglofonos adoptaram o milliard, pelo que o desconhecimento preciso do termo cria confusões"

- in Wikipédia -

"A palavra bilião (e também os outros grandes numerais acabados em -ilião), não sofre nenhuma alteração por causa do Acordo Ortográfico de 1990.
Por haver divergências na nomenclatura dos grandes números, o significado da palavra bilião foi estabelecido através de convenção entre vários países, na 9.ª Conferência Geral de Pesos e Medidas (12-21 de Outubro de 1948), organizada pelo Bureau International des Poids et Mesures e na qual Portugal participou. A convenção resultou numa regra, chamada regra N, referida na portaria n.º 14608, de 11 de Novembro de 1953, na portaria 17052, de 4 de Março de 1959, e ainda a norma NP 405 do Instituto Português de Qualidade.

Segundo esta regra, em Portugal, a passagem de milhão (1 000 000) a bilião deverá fazer-se pelo acréscimo de 6 zeros (1 000 000 000 000), o que equivale a um milhão de milhões (e não a mil milhões: 1 000 000 000), e assim sucessivamente:
1 000 000 = milhão
1 000 000 000 000 = bilião
1 000 000 000 000 000 000 = trilião
1 000 000 000 000 000 000 000 000 = quadrilião
1 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 = quintilião
1 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 = sextilião
etc.

Esta disposição foi adoptada por todos os países europeus, mas não por países como o Brasil ou os Estados Unidos da América, o que resulta em divergências e ambiguidades quando há referência a dados que incluem grandes números, nomeadamente quando se trata de notícias provenientes destes países. Nessa norma, a passagem de milhão (1 000 000) a bilião deverá fazer-se pelo acréscimo de 3 zeros (1 000 000 000), o que equivale a mil milhões (e não a um milhão de milhões: 1 000 000 000 000), e assim sucessivamente:
1 000 000 = milhão
1 000 000 000 = bilião
1 000 000 000 000 = trilião
1 000 000 000 000 000 = quadrilião
etc.

Numa notícia de um jornal português que refira, por exemplo, um bilião de dólares, ficará a dúvida se se trata de $ 1 000 000 000 000, segundo a norma europeia, ou de $ 1 000 000 000, segundo a norma americana."

- in priberam -

Criado em: 8/3/2013 17:32
_________________
A gadanha, gadanho ou alfanje é uma ferramenta utilizada na agricultura para ceifar cereais ou para o corte de erva. A lâmina tem aproximadamente 70 cm, com formato curvilíneo e fica perpendicular ao cabo principal, no outro extremo deste.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras...
Luso de Ouro
Membro desde:
3/3/2012 10:29
Mensagens: 117
ENFEZADO: Quer dizer uma pessoa que está tomada pelas fezes. João está enfezado hoje ". Quer dizer que João está coberto de m**** e é melhor ninguém se aproximar.

COITADO: aquele(a) que foi sujeito passivo no coito. Quando dizemos ...." fulano é um coitado ..." estamos na realidade dizendo que fulano foi ********

MILIONÁRIO: o milionário é aquele que tem um milhão.

SALÁRIO: salário era o pagamento feito aos soldados romanos. Cada um deles recebia o salarium argentum, que era uma quantia de sal, muito valioso na época.
Deriva daí a superstição antiga de que derrubar o saleiro no chão trás falta de sorte. Quem derrubava o sal no chão, perdia dinheiro.



Criado em: 8/3/2013 17:54
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... INTELIGÊNCIA
sem nome


INTELIGÊNCIA

Saber escolher as melhores alternativas que nos apresentam diariamente é ser inteligente: ler nas entrelinhas da vida – e das oportunidades.

A palavra vem do latim ‘intellegere’ , composta de ‘inter’ = "entre" e ‘ legere’ = "fazer escolhas" ou LER (este último sendo semanticamente “escplher e juntar as palavras”).

“Saber ler nas entrelinhas” é a tradução etimológica do latim ‘ intelligencia’, e tudo está ligado, é lógico, com a ...LÓGICA. É que as palavras latinas ‘ logicus’ e ‘ legere’ vêm , ambas, do mesmo grego ‘ logos’ , “palavra”, “pensamento”, “razão”( o verbo original grego, ‘ legein’ , tanto era falar, quanto “ler”, ou “escolher”).




Boa semana a todos!

Criado em: 11/3/2013 13:10
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... bilião e ou bilhão
sem nome
"eu penso que vocês queriam dizer era bolhão, sim senhor, um bolhão de euros ou de dólares, se é à bolhão de pato ou se é à bolhão do Norte isso já não sei, mas um bolhão de euros dava mesmo jeito, ainda mais agora..." (mpcramos)

http://www.bolsapt.com/forum/showthread.html?t=372


Criado em: 11/3/2013 13:32
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras... IDADE
sem nome
IDADE

Desde que o Homem apercebeu-se do tempo, do inexorável passar do tempo tenta dominá-lo e compreende-lo, e para isso não cessa de inventar nomes para o cercar, medir e limitar.

Assim, em diferentes eras, por exemplo, surgiram as palavras ‘éon’ do grego ‘aión’ ; século, ano, mês, dia, hora, minuto, segundo – do latim medieval,etc...

Dessas citadas a avozinha é a palavra grega ‘ aión’ (tempo muito grande , indefinido, era), que chegou ao latim modificada para ‘ aevum’ , “tempo”, “eternidade”, depois ‘aevitas’ , “tempo de vida”, forma que ainda no período clássico foi simplificada para ‘ aetas’ (genitivo ‘‘aetatis’) , “idade” , “medida do tempo de vida do homem”.


Em português, ÉON significa o tempo de um bilhão de anos.

Criado em: 11/3/2013 14:11
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Nascimento das palavras...
Luso de Ouro
Membro desde:
3/3/2012 10:29
Mensagens: 117
Orangotango: esse símpatico símio é originário das selvas de Bornéu e Sumatra. Pode emitir um tipo de lamento que é ouvido por mais de um quilômetro de distância e reconhecido individualmente pelos da espécie.

O nome orangotango deriva de duas palavras da língua malaia, quais sejam: orang e hútan, ou homem dos bosques .


A língua malaia é falada na península Malaia, parte da Tailândia, nas Filipinas, em Singapura, e nas ilhas de Sumatra, Riau e partes do litoral da ilha de Bornéu.

Criado em: 12/3/2013 13:16
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados