https://www.poetris.com/



(1) 2 »


acerca de expulsões do site luso poemas
Participativo
Membro desde:
29/6/2007 22:37
De Setúbal
Mensagens: 17
tenho vindo a ler acerca da expulsão da JoJo do site por ter plagiado um poema, ou vários poemas, ainda não percebi bem o que se passou, nem estou para perder mais tempo para averiguar se realmente foi um crime assim tão grave...(como já li, também algures).o que eu acho,(e penso que ainda posso ter liberdade para expressar uma opinião)é que não vejo qual será o problema,ou somos todos poetas consagrados e a viver do dinheiro que a nossa poesia nos dá?
por a minha parte eu escrevo porque gosto e faço-o de graça porque é uma coisa quwe me dá imenso prazer.
depois acho que basta uma pessoa mudar uma ou duas palavras num texto para ele ficar exactamente igual ou outro, só que com palavras diferentes,e assim já não é plágio ?
tenham dó.
depois do que aqui escrevo espero que não me queiram excluir a mim também, por me ter atrevido a escrever o que aqui fica, por não estar de acordo com a vossa decisão.
sem mais de momento, um abraço para todos vós.

zeninumi 31/7/2007

Criado em: 31/7/2007 11:49
_________________
zeninumi.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Colaborador
Membro desde:
22/2/2007 20:30
De Portugal
Mensagens: 790
Caro zeninumi,
se tem vindo a ler o que se passa, deve de ter lido a cópia integral de poemas que não são da autoria de quem os publicou aqui. Plágio aplica-se a isso mesmo, a uma cópia na integra de um texto ou parte de um texto sem o consentimento prévio do verdadeiro autor ou sem a fonte da qual o mesmo foi retirado.
Mudar algumas palavras pode, para si, não ser considerado plágio dado que o texto fica ligeiramente diferente. Contudo, essa mudança pode ser considerada plágio quando, após análise crítica entre o original e o plagiado, se chega a consenso que os sentidos de ambos os textos são iguais, sendo apenas distintos por sinónimos aplicados, por outrem, à posteriori.
Falo por mim, que escrevo porque gosto e não para ganhar dinheiro com isso, que não gostaria de ver os meus pequenos poemas, os meus sentimentos serem usurpados e vistos como os escritos sentidos que alguém supostamente escreveu. Não sei o que você pensará disso, talvez gostasse que fizessem um copy dos seus poemas e o colassem num site, dando originalidade do tema a um suposto autor que se lembrou de copiar um texto e dizer que era seu. Ora!
Esteja certo que se os poemas plagiados fossem meus iria mexer-me e fazer valer os meus direitos autorais. Gostava de ouvir dessa vez qual seria a desculpa dada, para tal.

Tytta

Criado em: 31/7/2007 12:37
_________________
http://poesiamusical.spaces.live.com
Tytta
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Super Participativo
Membro desde:
10/3/2007 10:38
De Ovar
Mensagens: 148
Bem, tenho seguido este assunto da Jojo com seriedade e distanciamento, mas é algo que me deixa revoltada. Como criadora dos meus textos e dando um cunho pessoal ás palavras não me sentiria bem que utilizassem os meus poemas...que os recortassem e os moldassem ao seu gosto para criar algo cujas emoções partiram de mim. Já me pediram para deixar textos meus...para recitá-los...ou para os expor em blogs...no entanto nestes casos, foi-me pedido autorização e tendo em conta todo o apreço que as pessoas demonstravam pelo meu trabalho eu permiti mas sempre tendo o cuidado de ter o meu nome presente. Agora faze-lo sem o meu consentimento, iria considerar uma falta de respeito a mim ...porque é o que acima de tudo uma atitude desta é..uma falta de respeito.
Acredito e gosto do poder da partilha das palavras, mas quando elas são puras e originais.
E não percebo qual o gozo de assinar com o nosso nome algo que não nasceu de nós...é o que penso.O maior prazer que existe na escrita, é o poder de criar algo nosso...com a impressão digital da nossa alma...se não houver isso limitamo-nos a fazer cópias e isso fazia eu quando era miúda, mas para a escola..não para a vida.


Daniela Pereira

Criado em: 31/7/2007 13:00
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Colaborador
Membro desde:
8/10/2006 10:06
De Lavra-Matosinhos
Mensagens: 1047
Porque não me apetece estar a escrever de novo um comentário
plagiei o meu comentário a outro post colocado no forum sobre plagio: Diz a minha opinião sobre isto.. respeito o post colocado, mas obviamente jamais o aceitarei.
Cada um obviamente faz dos seus textos o que quiser, no entanto bons ou maus são de quem escreveu.

Sublinho cada palavra do comentário da Tytta e da Daniela Pereira.
eis de novo o que acho:_________________________________________________________

Apenas venho fazer um breve comentário ao que se passou, pois penso que muito já foi dito.

Não compreendo o porquê de se recorrer a este golpe baixo, sujo e ridiculo. Os textos têm alma, força e beleza quando são verdadeiros, ditos de coração e feitos na simplicidade do ser que os pensa e os fabrica.
Não compreendo como alguém pode "ROUBAR" os sentimentos, as emoções e as "dores e alegrias" de outra pessoa e considerá-las suas.
Ao fazer isto, o "ladrão de palavras" engana a sua alma, e engana o seu caracter.

O texto seja bem produzido, seja fraco é avaliado e sentido na sua veracidade e realidade.Nestas situações é somente oposto.

Desde o primeiro segundo estive e sempre estarei do lado de quem foi roubado, pois saber que as palavras que um dia escreveu, os sentimentos que um dia jorrou em frases e as dores que possivelmente desabafou foram atropeladas por pessoas que sem tentarem, sem se darem ao trabalho de criarem algo as roubaram e as manteram como suas.

Eu sei que sou limitado em escrita, sei que não sou ninguém neste campo, mas o que escrevo é como gosto de escrever, como gosto de dizer e como gosto de ler e É MEU. Quando iniciei a minha aventura em sites deste genero fui plagiado num site (www.poetasmortos.com.br) por alguém que sem me pedir, sem me perguntar se podia recolher alguns sentidos que coloquei nas palavras para um texto seu, simplesmente o estruturou de forma diferente e colocou de forma livre e despreocupada como SEU. Isto incomodou-me imenso. Não o facto de postar algo meu, apenas pk NÃO ME PEDIU, NÃO ME INFORMOU e agiu como alguém que mereceu o meu desprezo.

Informei o site em questão para que tomasse alguma providencia e recebi como resposta um " não podemos fazer nada, deixe para lá.." então pedi para terminar com o meu registo lá e até hoje aguardo a exclusão do meu perfil no site.
Isto para dizer que felizmente aqui neste espaço de todos é possivel barrar quem não encara a literatura e o convivio como algo bom e a preservar. Este site e estes poetas que muito encantam este espaço não mereciam a traição de alguém que simplesmente desrespeitou a ética e a harmonia dos criadores de sonhos e palavras.

Termino deixando os links de prova de como fui plagiado para quem quiser ver.


http://www.poetasmortos.com.br/index.asp?op1=2&op2=0&idTexto=626 = o meu texto

http://www.poetasmortos.com.br/index.asp?op1=2&op2=0&idTexto=1139 = texto MEU plagiado.


Deixo a todos um abraço e sejam simplesmente verdadeiros com as palavras, pois enganando as palavras enganam os vossos sentimentos.

Beijinhos e abraços
João Filipe Ferreira

Criado em: 31/7/2007 13:05
_________________
Escrito por: João Filipe Ferreira (Direitos Reservados)

Textos Registados no IGAC com processo nº 2067/2008
______________________________________________________________________
O meu blog: www.lastgoodbadidea.blogspot.com
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Colaborador
Membro desde:
24/7/2007 1:37
De BRASIL
Mensagens: 6880
EU PENSO QUE CADA QUAL COM SUA RAZÃO OU FALTA DELA. ERRAR É SINÔNIMO DE FRAQUEZA, ARREPENDER-SE DE NOBREZA. MAS, HÁ SITUAÇÕES EM QUE A REINCIDÊNCIA CAUSA REVOLTA. PENSO QUE O ATO DE ESCREVER É SUBLIME, SAGRADO, CONTUDO, QUEM NÃO PENSA DESTA MANEIRA E PLAGEIA UM OUTRO ESCRITOR TEM MESMO QUE REPENSAR SEUS VALORES. ESCREVER É POR PRA FORA SUAS EMOÇÕES, SEJAM ELAS VERDADEIRAS OU INVEROSSÍMEIS. EU SOU ADEPTA DE USAR MOTES EM ALGUNS SONETOS, MAS COMO FONTE DE INTERAÇÃO E ATÉ INSPIRAÇÃO. NÃO CONHEÇO AO CERTO OS MOTIVOS QUE FIZERAM COM QUE A ESCRITORA COMETESSE O ATO DO PLÁGIO, MAS QUEM NUNCA ERROU NESTE MUNDO QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA? A PUNIÇÃO AQUI ME COMOVEU, POIS, É UM SER HUMANO QUE PRECISA SER VALORIZADO. NÃO PODEMOS DAR AS COSTAS A ALGUÉM QUE ERROU...SERÁ QUE NÃO A CONDENARÍAMOS AO ESQUECIMENTO? PENSEM NISTO E ME PERDOEM A INTROMISSÃO. LEDALGE

Criado em: 31/7/2007 13:18
_________________
"Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende." (Guimarães Rosa)
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Colaborador
Membro desde:
8/10/2006 10:06
De Lavra-Matosinhos
Mensagens: 1047
Parece que o problema posto é a expulsão:

Segundo sei a usuária foi expulsa por reincidência. Plagiou (em grande numero) foi avisada, assumiu o erro bem como pedindo publicamente desculpa por ter feito o que fez. Após esta acção voltou a plagiar em grande número e perante tal falta de respeito não só pelos autores plagiados, pela falta de palavra perante o site e perante quem sempre teve do lado dela desde o primeiro minuto Luso-Poemas resolveu não excluir a usuária mas apenas barrando ela de postar textos aqui. No entanto pode comentar, falar no chat ou usar todos os outros meios que o site coloca à disposição. Apenas a colocação de textos foi suspensa, pois Luso-Poemas entende que se os poemas/textos não são de sua autoria não se justifica que essa possibilidade lhe seja permitida.

Todos sabemos que na internet e em TODOS os sites deste género é muito frequente isto tudo acontecer, no entanto sendo possivel detectar e tendo possibilidade de actuar perante tal situação deve fazê-lo obviamente.

o plágio não foi somente de um ou dois textos, ou de simples frases ou palavras, foram IMENSOS textos COPIADOS na integra.

Isso é plágio, desrespeito e crime em qualquer parte do mundo. Depende depois do entendimento que cada um queira dar à situação.

Luso Poemas não excluiu como sinal de autoridade ou outra coisa qualquer, apenas fez valer os principios éticos que são seguidos e respeitados (felizmente ou infelizmente) em qualquer parte do mundo.

abraço a todos
João Filipe Ferreira

Criado em: 31/7/2007 13:33
_________________
Escrito por: João Filipe Ferreira (Direitos Reservados)

Textos Registados no IGAC com processo nº 2067/2008
______________________________________________________________________
O meu blog: www.lastgoodbadidea.blogspot.com
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Webmaster
Membro desde:
25/1/2006 21:21
De Bombarral
Mensagens: 2265
Um dos slogans do site é o seguinte:
Luso-Poemas, site de poemas, cartas e pensamentos onde você pode deixar um pouco de si.

Creio que o slogan diz tudo.

Um abraço.

Criado em: 31/7/2007 13:44
_________________
TDM

Blog do Incrível
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
sem nome
Ai!!!!!!!!!!!!!!!
Que esta história sinceramente já cheira mal!!!!

MAS COMO É QUE É POSSIVEL QUE AINDA HAJA ALGUÉM QUE SAIA EM DEFESA DA PESSOA EM CAUSA?????????????

QUE NERVOS!!

ESCRITORA???
Escritora o tanas!!!
Escritores são os que escrevem!!
Não os que roubam emoções, sentidos e sentimentos sob a forma de Palavras e que os assinam por baixo como sendo de sua propriedade!!!!

Em quantos mais sites a "mademoiselle" não postou coisas de outros como sendo dela????

Condená-la???
Esta menina já teve 3 oportunidades de se redimir!!!! Querem que lhe seja dada a 4ª?????

Pelo amor da Santa!!!!!!!!
dos Santos todos!

Criado em: 31/7/2007 14:33
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Muito Participativo
Membro desde:
9/7/2007 15:23
De Porto Alegre (RS) e Salvador (BA) - Brasil
Mensagens: 50
Plágio Não

Minhas idéias são para o mundo,
Escrevo, sem pensar em que irá ler...
E nelas deposito o sonho mais profundo,
De alguém que simplesmente gosta de escrever...

Mas se por ventura eu não agrado,
O que posso fazer em questão?
Julgas e sejas julgado,
Mas copiar-me, creio que não...

Tenha o bom senso de ser exclusivo,
E originalidade e muita imaginação...
Seja como Deus, criando um ser vivo,
Dando vida própria a sua criação...


DIGA NÃO AO PLÁGIO

Marco Ramos

Criado em: 31/7/2007 15:31
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: acerca de expulsões do site luso poemas
Super Participativo
Membro desde:
13/2/2007 21:11
De Lisboa
Mensagens: 100
Não me tenho pronunciado sobre este assunto apesar de eu ter encontrado o plagio do sombras mas acho que já é altura de expressar a minha opinião sobre este assunto.

Pois bem zeninumi Respeito a tua opinião apesar de não concordar com ela e espero que respeites a minha, porque sinceramente não entendi como e que podes ter escrito uma coisa dessas.

“)é que não vejo qual será o problema ,ou somos todos poetas consagrados e a viver do dinheiro que a nossa poesia nos dá?”

Penso que falo pela maioria dos poetas desta casa se não todos quando digo que o poema é algo nosso um sentimento deixado e plantado numa folha de papel. Um plagio será como um roubo uma entrada não desejada na nossa casa. O que tu disseste e espero ter compreendido errado e que se não vivemos da poesia financeiramente poderemos ser plagiados e roubados ou seja os pobres podem ser roubados os ricos não?(talvez veja assim um bocado para o irónico mas é uma ilação das muitas que podemos tirar das tuas palavras) Eu sou rico porque sinto tudo o que escrevo e respiro essa poesia como se fosse ar para os meus pulmões e não deixo que me tirem isso nem permito!!!

Também o que ponho em causa é a total imaturidade e falsidade da usuária em questão sim porque a meu ver é preciso ser muito falsa para se fazer o que fez depois de todo o apoio e carinho desta casa. Pior que o plagio é a facada nas costas (acho que ninguém gosta disso). Alguém sábio uma vez disso “errar é humano ... repetir o erro é burrice” para mim essa pessoa morreu, e não sei se ela irá ler isto espero que sim pois esta situação não se passa só nesta casa ....mas noutros sites. o que eu gostava de disser a JOJO é para ela pensar bem o exemplo de pessoa que esta e irá dar ao seu filho porque um filho é como um poema tem muito de nós.


Viva a poesia livre e respeitada por todos

André Henry Gris

Criado em: 31/7/2007 21:18
_________________
André Henry Gris
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados