O que faço ainda aqui

Data 27/10/2007 01:49:31 | Tópico: Poemas -> Reflexão

O que faço ainda aqui
O que me falta cumprir
Por que permaneço cá
Neste local, sem partir.

Será as pessoas, talvez
Será os anos, enfim
Ou será os doentes
Que me prendem assim

É difícil permanecer
Onde nos magoam demais
Onde está a dignidade
Dos seres ditos racionais?

Em que eu errei então
Para ser paga assim
Porque não me revolto
E grito porque és tão ruim.

O que me faz caminhar
Neste caminho sem fim
Porque que não digo, basta!
… deambula sem mim.

Peço a Deus tolerância
Para continuar a trabalhar
Com seres humanos carentes
Que precisam do meu cuidar.

É eles que me dão alento
Para conseguir lutar
Contra a vontade que tenho
De sair e não ficar.

Meus objectivos tracei
Minha vontade escrevi
No livro grosso da vida
Da vida que eu escolhi

Prá frente é o caminho
Que agora quero desenhar
Não importa os obstáculos
Que me podem fazer parar

Porque o querer é mais forte
Dele não podemos fugir
Não importa o tempo
Que levamos para o conseguir.

Escrito a 15/01/07



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=20741