não corras por mim, meu amor

Data 08/09/2014 20:25:11 | Tópico: Poemas

.
Não
corras por mim, meu amor.
O teu barco
está na lua, está onde
o sobes às vezes;
ele de novo há-de
traduzir
as gavetas
de um porto,
e descer,
onde
há muito
o teu
joelho é uma nuvem,
um Reciotto
della Valpolicella,
outra vez
uma nuvem,
outra
vez um vinho, e
este parasitado
por Outonos onde
o orvalho a transbordar na tua
chávena acende com juncos
o tão leve manto de
nuvens leva-
das pelo
mar




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=278229