Rodas e Corroças

Data 14/09/2014 20:15:39 | Tópico: Poemas

Precisava parar e mostrar minha genialidade pelos atos mais vulgares, entre eles a agressão gratuita. As crianças, ao pé do senhor velho, riam com ele, e eu declamava, reclamava, e por fim lhes dava aulas de como não ser feliz como eles.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=278566