O DESENCANTADO

Data 16/08/2015 19:01:38 | Tópico: Rondel

O DESENCANTADO

Era uma vez um cavaleiro
Cavalgando na noite escura.
Rotos, o helmo, a malha, o cruzeiro...
Em só e extenuante procura.

Tinha ele mui triste figura,
Seguindo seu trilho sendeiro.
Cavalgando na noite escura.
Era uma vez um cavaleiro

Conquanto não fosse o primeiro
Já a confundir formosura
Com amor leal, verdadeiro,
Cavalgando na noite escura.
Era uma vez um cavaleiro...

Belo Horizonte - 15 08 2015


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=297870