https://www.poetris.com/
 
Rondel : 

O DESENCANTADO

 
Tags:  RONDEL 2015  
 
O DESENCANTADO

Era uma vez um cavaleiro
Cavalgando na noite escura.
Rotos, o helmo, a malha, o cruzeiro...
Em só e extenuante procura.

Tinha ele mui triste figura,
Seguindo seu trilho sendeiro.
Cavalgando na noite escura.
Era uma vez um cavaleiro

Conquanto não fosse o primeiro
Já a confundir formosura
Com amor leal, verdadeiro,
Cavalgando na noite escura.
Era uma vez um cavaleiro...

Belo Horizonte - 15 08 2015


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
355
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/08/2015 01:30  Atualizado: 17/08/2015 01:30
 Re: O DESENCANTADO
*ai que bonito!
aqui tem lirismo, sensibilidade...
a repetição dos versos no rondel me encanta, pois confere uma musicalidade ímpar ao poema.
gostei muito!
abraço
K*