Soneto Filho da Puta

Data 22/09/2015 15:52:09 | Tópico: Sonetos



Eu sou um soneto filho da puta que o pariu
O meu pai é um poeta cheio de mil manias
Minha mãe, mulher da vida a dar o piupiu
Eu sou um poema castrado todos os dias.

E meus irmãos e irmãs filhos da puta são
Afinal quem não é filho de boa gente!
Pode ser filho da puta e filho de um cabrão
Filho do fruto de um amor que não se sente.

E se sou um soneto vivo e sentido
Que dizer de tal poema tipo aborto
Que me faz sentir mais vivo que morto

Se sou filho de um pai poeta vendido
E de uma filha da noite que me deu à luz
Serei um dia um famoso lambe cus.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=299615