https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Soneto Filho da Puta

 


Eu sou um soneto filho da puta que o pariu
O meu pai é um poeta cheio de mil manias
Minha mãe, mulher da vida a dar o piupiu
Eu sou um poema castrado todos os dias.

E meus irmãos e irmãs filhos da puta são
Afinal quem não é filho de boa gente!
Pode ser filho da puta e filho de um cabrão
Filho do fruto de um amor que não se sente.

E se sou um soneto vivo e sentido
Que dizer de tal poema tipo aborto
Que me faz sentir mais vivo que morto

Se sou filho de um pai poeta vendido
E de uma filha da noite que me deu à luz
Serei um dia um famoso lambe cus.


O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente

Livros:

Quase um Livro:
www.rodinha26.blogtok.com
Coisas da escrita:
www.avkd.blogtok.com
Um tratado:
www.gov.blogtok.com

Projectos Web:
Um Portal:
ww...

 
Autor
JSL
Autor
 
Texto
Data
Leituras
760
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
5
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 22/09/2015 16:04  Atualizado: 22/09/2015 16:04
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Soneto Filho da Puta
Olá José,

Já tinha saudades dos teus "irreverentes" poemas.
Penso que é o 1º soneto teu que leio.

Espero ter mais para ler.


Beijinhos