Arrepia!!

Data 27/03/2016 18:58:58 | Tópico: Poemas




Vento ternurento e lento,
Atento seu pensamento,
Relenta esse momento,
Ressalta o comportamento.

Estou como noite, morrendo;
A cada segundo que passa;
A cada segundo numa mágica asa
Escondo-me no que a alma, vai sabendo.

E cada segundo que passa,
Tu passas a vida a passar por mim,
Ou eu por ti numa mágica asa,
Não digas nada, sopra assim!

Não perguntes, nada;
Não sintas, nada;
Não digas, nada;
E a noite cai do nada.

Eu pergunto, tanto;
Eu sinto, tanto;
Eu digo, tanto;
Eu vivo, tanto!

Vento ternurento e lento,
Atento seu pensamento,
Relenta esse momento,
Ressalta o comportamento.

Estou como o dia, vivendo,
A cada segundo que passa;
A cada segundo numa mágica asa,
Vivo o que a alma, vai sabendo.

E a cada segundo que passa,
Tu passas a vida a passar por mim
Ou eu por ti numa mágica asa;
"Arrepia-me! que lembro-te, assim"

Ana Carina Osório Relvas/A.C.O.R




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=307262