Nas derradeiras chamas de amor

Data 28/03/2016 08:28:45 | Tópico: Poemas

Se sabe melhor ler um poema rimado,
Versejo minh’alma em uma flor
E num estrofe cruzado,
Te cantarei uma serenata de amor

Versos que do meu coração se brotam,
Trazem no dorso a paixão
E no topo, mil amores ostentam
Teu iluminado sorriso de compaixão

Assim, irei cruzando rimas
No caminho dos teus olhos de sereia
Que deixam minh’alma em flamas

Nas derradeiras chamas de amor,
Vou semeando afetos nas pegadas do teu olhar
Que tosta meu coração lotado de fervor

Adelino Gomes-nhaca




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=307282