Iluminação Vindoura

Data 29/09/2016 12:51:38 | Tópico: Poemas

Deixar-te-ei a divagar pelas nuvens esparsas
Para contemplares o Lux da imortalidade
E absorverás a quintessência.
Descobrirás grandes segredos que a ti serás revelado
E dentre inúmeras personalidades-alma que aqui habitam
Tu és um dos escolhidos a guardar tal conhecimento velado.
Abstenha-se de sentimentos receosos que a vida lhe propicia
Pois, nas infinitas fileiras daquele grande dia;
Ouvirás e te encantarás pela celestial harmonia.
E, mais uma vez;
Cumprir-se-á a escrita de uma Antiga Dinastia:
“Contemples o Lux da imortalidade”
“E grave seu nome pra toda eternidade”.

Outras publicações, acessem:
Blog Roberto Mello


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=314762