Delírio

Data 18/10/2016 14:02:05 | Tópico: Textos -> Amor


Delírio


Se você pudesse ver você,como eu o vejo esse mar de ternura
derramando de meus olhos em cachoeiras de sonhos.
Esse meu olhar platônico que borbulha lavas e derrama adrenalina
pura em meu sangue com esse seu toque inocente.
Seus olhos sorriem ingênuos e os meus se agitam em ondas de
vertigem diante do novo.
Esse estado de emergência de meu corpo, aquela quentura que atinge
que desperta o cio, quando desfaço-me em fantasias.
Moldo-me lânguida em seu abraço, querendo mais... e mais...
E dentro de minha retina de olhos fechados projeto-me nas
nuvens das suas carícias, oferecendo-lhe o sul de meu corpo, serpenteando
emergencia. Suas maos vem do norte lentamente sentido sul,
movendo em aridas e suaves caricias.
Caio em espiral e subo açulando o cume mais alto, enquanto voce me assiste.
Desfaço-me em sentidos, entontecida, entreabindo a boca e mordendo os lábios em sons de brisa, sussurrando beijos agradecidos.




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=315390